Quando digo que adoro, o que é realmente o que estou a dizer?